Alunos da Multivix participam de evento na Bienal, em São Paulo

0
287
» Os acadêmicos em Odontologia da Multivix, Sara Êmily dos Santos Geltner e Guinther Carvalho Kerr

Dois acadêmicos do curso de Odontologia da Multivix participaram do evento “Virada da Virada”, no último final de semana, na Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Sara Êmily dos Santos Geltner, 20 anos, estudante do 6º período, e Guinther Carvalho Kerr, 25, estudante do 4º período, tiveram a oportunidade de expor duas fotos no concurso Sorrisos Excluídos, realizado pela ONG Turma do Bem, na categoria Estudantes do Bem. Os dois foram acompanhados pelas professoras e orientadoras, Alessandra Tavares e Flávia Altoé Zampirolli Salomão.

Natural de Vila Valério, Sara levou consigo uma foto representando a Apae do município, com Waldineia e Ozéias. De acordo com ela, o objetivo foi mostrar que mesmo com todas as limitações, é possível rir sempre. E participar desse evento, representou muito. “O preconceito acaba quando a compreensão começa”. Essa foi uma frase que marcou muito. Foi um lugar que estavam reunidas pessoas distintas, com diferentes costumes, tudo pelo bem maior, com um coração gigante. Foi uma experiência incrível poder conhecer tudo isso e abrir fronteiras para o conhecimento”, disse.

De acordo com a estudante, desde o início, os dois demonstraram muita vontade em participar, já que integrantes do projeto Anjos do Sorriso, que é um grupo social de estudantes de Odontologia criado em Nova Venécia. “Temos a visão que como acadêmicos de Odontologia, devemos olhar além do consultório e prática clínica, e o voluntariado nos permite isso. É um sentimento de esperança, que é possível sorrir. Vivenciar e poder presenciar de perto o voluntariado foi muito gratificante. Esses dias foram de muito conhecimento e reconhecimento de que tudo que estamos fazendo está correto. Temos certeza que essas inúmeras palestras agregaram muito valor a todos presentes”, falou a jovem.

Já Guinther, natural de Mantenópolis, apresentou a fotografia representada pela conterrânea, Dona Carmem, de 88 anos. Mãe de 12 filhos, avó de 24 netos e bisavó de 35 bisnetos, ele mostrou que mesmo com as dificuldades da vida, é possível sorrir. “Ser feliz só depende da gente. Jogar fora o manual de cabeceira, é dizer não ao que nos é imposto todos os dias e dizer sim à construção da nossa própria vida”.

Para ele, participar do encontro foi muito gratificante. “Poder levar o sorriso de Dona Carmem para tão longe assim é, para mim, de fato, uma conquista enorme. Ela tem uma história linda e estou muito feliz com tudo. Foram Milhares de estudantes e eu fiquei entre dos 10 melhores do Brasil. Isso, sem sobra de dúvidas, é a grande premiação. Também tive a oportunidade de conhecer de perto o voluntariado, saber como funciona, além de participar de palestras enriquecedoras que agregaram muito no meu conhecimento”, disse.
Segundo Guinther, ele sempre foi fascinado pelo voluntariado. “Se estou em uma graduação, eu preciso vivenciar e me preparar para tudo o que está por vir. E ter esse momento tão maravilho, ainda no 4º período, dá um gás para continuar em frente e pensar de que forma podemos ajudar uns aos outros”.

Ambos os alunos foram apresentados ao concurso por meio de uma rede social, que eles consideram uma coincidência maravilhosa. “De início, consistia em fazer um cadastro com as informações pessoais. Após, tínhamos uma data para enviar uma foto ou vídeo com um texto com determinada quantidade de caracteres. Nossa foto foi enviada juntamente com as de milhares de estudantes. Sara ficou entre os 46 estudantes. Após essa triagem, tivemos mais uma seleção e foi a qual eu também fui escolhido, como um dos 10 Estudantes do Bem do Brasil”, afirmou Guinther.

Além do curso de Odontologia, o evento expôs vários outros projetos e ONGs, como, por exemplo, o GRAAC, que ajuda crianças com câncer.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*