Aulões, psicologia e culto na Escola Maria Dalva

0
386
» Palestra evidenciando a importância de estudar, foi um dos destaques da programação

A Escola Estadual de Ensino Médio Maria Dalva Barnabé está realizando desde o último dia 10, atividades transversais para cerca de 300 alunos, das turmas de 1° ao 3° ano.
Com aulões de matemática e língua portuguesa, culto e palestras com a psicóloga Fernanda (professora da Multivix), a direção da Maria Dalva trabalhou o lado humano, o espiritual, e o conhecimento dos estudantes.
“Não me preocupo somente com o resultado final. É preciso proporcionar ao aluno, educação integral, pois o ser humano é um todo, isso é proporcionar cidadania”, conta a diretora da Maria Dalva, Penha Cimadon.
Os trabalhos, que vão até a próxima semana, foram realizados com as turmas da noite, e contou com o projeto Família na Escola, que levou pais dos alunos à escola para assistirem palestras direcionada ao jovem, e apresentação dos resultados dos alunos em sala de aula.
“É preciso estudar, é preciso adquirir conhecimento e os jovens precisam entender isso. Em uma sociedade onde muitas coisas ruins acontece, é necessário mostrar valores, e isso, foram alguns dos temas abordados pela psicóloga, que também se disponibilizou a atender casos individuais”, fala Penha.
Os aulões foram ministrados para preparar a escola para a avaliação do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo (PAEBES), que visa avaliar os estudantes do Ensino Fundamental e Médio das escolas da rede Estadual, redes Municipais associadas e escolas particulares participantes, em relação ao nível de apropriação dos estudantes em Língua Portuguesa e Matemática (de todas as etapas avaliadas) e, em anos alternados, em Ciências Humanas e Ciências da Natureza (a partir do 9º ano EF). A avaliação acontece no próximo dia 26.

“Gosto muito da escola que estudo. Vejo que os profissionais de lá, se importam com os alunos realmente. Deus vem em primeiro lugar em nosso colégio, isso é notório pelas ações. Tivemos o momento de culto nesta semana, o pastor esteve e participamos de um proveitoso momento de oração. Sobre os aulões, vejo que é  muito interessante, porque reprisa conteúdos que já estudamos. A Escola Maria Dalva se importa comigo, com meus colegas, e isso nos faz nos sentirmos importantes, mexe com a autoestima. Quero continuar estudando. Farei faculdade de direito ou administração. A escola me incentiva a seguir no caminho dos livros” Erick Silva Moreschi, 18 anos – 3° ano
“Gosto muito da escola que estudo. Vejo que os profissionais de lá, se importam com os alunos realmente. Deus vem em primeiro lugar em nosso colégio, isso é notório pelas ações. Tivemos o momento de culto nesta semana, o pastor esteve e participamos de um proveitoso momento de oração. Sobre os aulões, vejo que é muito interessante, porque reprisa conteúdos que já estudamos. A Escola Maria Dalva se importa comigo, com meus colegas, e isso nos faz nos sentirmos importantes, mexe com a autoestima. Quero continuar estudando. Farei faculdade de direito ou administração. A escola me incentiva a seguir no caminho dos livros”
Erick Silva Moreschi, 18 anos – 3° ano
“Foi muito bom quando a psicóloga palestrou e mostrou que precisamos continuar a estudar, mesmo quando a exaustão chega. Estudamos à noite e tem muita gente que trabalha o dia inteiro, é cansativo. A Fernanda (psicóloga) mostrou as vantagens de conquistar algo, quando o mérito é fruto nosso. Eu não estava desanimada em estudar, pois quero entrar no curso de direito. Mas o incentivo dela nos ajudou a seguir em frente, ir adiante no caminho dos livros. É a primeira vez que tive esse contato com uma profissional de psicologia, e ajudou muito, adorei. Agora a Fernanda vai continuar fazendo um trabalho em nossa escola. Vai ser muito bem vinda e útil” Juliana Marques Barbosa, 17 anos – 3° ano
“Foi muito bom quando a psicóloga palestrou e mostrou que precisamos continuar a estudar, mesmo quando a exaustão chega. Estudamos à noite e tem muita gente que trabalha o dia inteiro, é cansativo. A Fernanda (psicóloga) mostrou as vantagens de conquistar algo, quando o mérito é fruto nosso. Eu não estava desanimada em estudar, pois quero entrar no curso de direito. Mas o incentivo dela nos ajudou a seguir em frente, ir adiante no caminho dos livros. É a primeira vez que tive esse contato com uma profissional de psicologia, e ajudou muito, adorei. Agora a Fernanda vai continuar fazendo um trabalho em nossa escola. Vai ser muito bem vinda e útil”
Juliana Marques Barbosa, 17 anos – 3° ano
“Tudo foi interessante. Nossa escola sempre frisa a importância de sermos cidadãos honestos. A relevância dos estudos em nossas vidas, é mantida em todas ações e discursos dos profissionais do nosso colégio. Semana que vem chega a vez dos aulões da minha turma. Já tenho a certeza que vão me ajudar, vou tirar muitas dúvidas. Quero seguir na carreira no curso de direito, fazer concursos também. Aprendo a não abandonar os estudos lá. Nesta semana tivemos o culto, e o coral da nossa escola cantou. Faço parte dele e adoro, não é toda escola que tem um coral, mas na minha tem. Nossa diretora sempre realiza projetos com temas embutidos no mundo do jovem. Tenho certeza que a Maria Dalva é diferenciada, ela nos incentiva a sempre ir além” Vitória Carolina Cândido Araújo, 17 anos – 3° ano
“Tudo foi interessante. Nossa escola sempre frisa a importância de sermos cidadãos honestos. A relevância dos estudos em nossas vidas, é mantida em todas ações e discursos dos profissionais do nosso colégio. Semana que vem chega a vez dos aulões da minha turma. Já tenho a certeza que vão me ajudar, vou tirar muitas dúvidas. Quero seguir na carreira no curso de direito, fazer concursos também. Aprendo a não abandonar os estudos lá. Nesta semana tivemos o culto, e o coral da nossa escola cantou. Faço parte dele e adoro, não é toda escola que tem um coral, mas na minha tem. Nossa diretora sempre realiza projetos com temas embutidos no mundo do jovem. Tenho certeza que a Maria Dalva é diferenciada, ela nos incentiva a sempre ir além”
Vitória Carolina Cândido Araújo, 17 anos – 3° ano
“O que mais gostei foi a parte da psicóloga. Ela se prontificou a nos atender, caso alguém precise. Isso vai ajudar demais. A Fernanda (psicóloga) nos incentivou a estudar e mostrou a importância do PAEBES. Temos a certeza de que a escola se importa com a gente, se importa com a nossa formação humana e espiritual. Penso em ser enfermeira, minha mãe é, e quero seguir nesta profissão. Meu colégio me incentiva a ter uma profissão, especialmente a nossa diretora. Ela é fundamental e sempre que vê algum aluno triste, quer saber o motivo e se prontifica a ajudar” Schaira Coelho Santana, 18 anos – 2° ano
“O que mais gostei foi a parte da psicóloga. Ela se prontificou a nos atender, caso alguém precise. Isso vai ajudar demais. A Fernanda (psicóloga) nos incentivou a estudar e mostrou a importância do PAEBES. Temos a certeza de que a escola se importa com a gente, se importa com a nossa formação humana e espiritual. Penso em ser enfermeira, minha mãe é, e quero seguir nesta profissão. Meu colégio me incentiva a ter uma profissão, especialmente a nossa diretora. Ela é fundamental e sempre que vê algum aluno triste, quer saber o motivo e se prontifica a ajudar”
Schaira Coelho Santana, 18 anos – 2° ano

Deixe uma resposta

*