Comitiva capixaba se reúne com ministro para debater avanços para a agricultura capixaba

0
48

O governador Paulo Hartung, acompanhado dos secretários de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, da Casa Civil, José Carlos da Fonseca, e do deputado federal Lelo Coimbra, se reuniu, na tarde desta quarta-feira (07), em Brasília, com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi. O objetivo foi debater e solicitar medidas para fortalecer os setores de pesca, pecuária de leite, avicultura e a construção dos silos em Viana.

Na reunião, ficou definido que o Governo do Estado, o deputado federal Lelo Coimbra e o Ministério da Agricultura vão estabelecer, em conjunto, uma solução via parceria público-privada para a construção dos silos em Viana para a estocagem de milho e soja. Como o ministro não se afastará do cargo agora em abril a expectativa é de que seja facilitada a solução.

O Governo do Estado ainda pediu que a Uniaves, empresa capixaba do setor avícola, seja incluída na missão do Brasil, nos próximos meses, à China e à Malásia, que tratará da exportação de aves para China, Malásia e Indonésia.

Além disso, foi solicitado ao Ministério da Agricultura que faça a publicação da adesão do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) ao Sistema Brasileiro de Inspeção (Sisbi) nas categorias leite e pescado, que já possuem parecer favorável (ainda não oficial) da Superintendência Federal de Agricultura no Espírito Santo (SFA-ES). Com a publicação, estabelecimentos produtores de leite e produtos lácteos e de pescados do Espírito Santo registrados junto ao Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), por meio do SIE, terão a oportunidade de ampliar a comercialização de seus produtos, antes restrita ao Estado, para todo o País. O Estado já foi reconhecido para as categorias de carnes (2013) e de ovos (2015).

“São pontos importantes para a nossa agropecuária e que vão contribuir para o crescimento do setor no Espírito Santo. Entregamos ao ministro um ofício e temos a certeza que o Ministério da Agricultura analisará os pontos e tomará as decisões que forem possíveis”, disse Octaciano Neto.

“Há anos trabalho por uma solução que garanta a construção do Complexo de Armazenagem de Grãos de Viana. O Estado, em 2015, transferiu à Conab uma área de 100 mil metros quadrados para a construção do complexo regional de distribuição de grãos, com capacidade para receber 75 mil toneladas de milho. Com a implantação desse polo, o Espírito Santo passará a receber o milho do Brasil Central, via ferrovias. O produto é para o consumo do Estado e para ser distribuído à zona da Mata de Minas Gerais e, pelos nossos portos, para o Sul e o Nordeste do país. Hoje demos um passo importante, que possibilitará beneficiar os suinocultores, os avicultores e os produtores de carnes bovinas e leite do Estado, que passarão a comprar o milho mais barato, reduzindo o custo final das rações em cerca de 20%. O Espírito Santo é dependente do milho e, consolidando esse projeto, dará sustentabilidade ao segmento, tão importante para a economia capixaba e que gera milhares de empregos”, destacou o deputado federal Lelo Coimbra.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*