Convênio vai permitir ampliação de Maternidade em São Mateus

0
109
Foto: Fred Loureiro/Secom-ES

Em visita ao Hospital e Maternidade de São Mateus, o governador em exercício César Colnago assinou um aditivo ao termo de fomento firmado em janeiro deste ano com o objetivo de reformar e ampliar a estrutura física do hospital. O recurso para a obra, R$ 3.746.934,57, será repassado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), permitindo que o serviço se torne referência em gestação de alto risco para os 14 municípios da Região Norte. Outro benefício é que o hospital aumentará a abrangência de seu atendimento em gestação de risco habitual de quatro para oito municípios, passando a atender também Montanha, Mucurici, Pinheiros e Ponto Belo, além de Conceição da Barra, Jaguaré, Pedro Canário e São Mateus.

A parceria entre o Governo do Estado e o Hospital e Maternidade de São Mateus, que é uma instituição filantrópica, reafirma a lógica de trabalho do governo estadual de buscar alternativas para aumentar e melhorar a oferta de serviços na região de moradia do cidadão, evitando longos deslocamentos em busca de atendimento e oferecendo à população mais comodidade.

“Assinamos um convênio de ampliação de sua capacidade, virando referência no atendimento materno-infantil para 14 municípios da região. Antes, os pacientes precisavam se deslocar para outras cidades, como para a capital. Por questão de horas, uma criança pode perder a vida por falta de atendimento urgente. Agora, com esse convênio, garantimos aos moradores da região um serviço essencial. Não tem nada mais importante do que pensar no nosso futuro com as nossas gestantes e nossas crianças”, afirmou Colnago.

O governador em exercício destacou ainda que obras e convênios como esses só foram possíveis após a atual gestão organizar as contas do estado. “Mesmo com toda essa crise, o pagamento do salário dos nossos servidores estão todos em dia. Veja o que acontece com nossos vizinhos que atrasam pagamento e nem sabem quando vão pagar. E, ainda assim, conseguimos fazer entregas e convênios como esse de hoje, oferecendo qualidade no atendimento à população. Além disso, no orçamento do ano que vem já tem previsão de concurso para a Polícia Militar, Polícia Civil, magistério e com alguma recomposição salarial daquilo que for possível. Esse ato mostra nosso compromisso com a saúde, com as crianças, com a região norte do Estado.”

Com o repasse do recurso, o hospital poderá executar o processo licitatório para início das obras. Após a obra, o Hospital e Maternidade de São Mateus terá capacidade de realizar 3.382 partos de risco habitual e 966 partos de alto risco por ano. Além disso, terá 26 leitos de alojamento conjunto, 14 leitos de alto risco, 10 leitos neonatais e cinco leitos de pré-parto, parto e pós-parto, totalizando 55 leitos do SUS (Sistema Único de Saúde) para atendimento à mulher e à criança da região. Hoje, a unidade realiza 1.764 partos por ano e conta com 37 leitos do SUS, sendo 26 obstétricos.

Dulce Loureiro, diretora do hospital, comemorou o convênio. “É mais que um sonho. A luta é grande. O hospital faz 60 anos agora em 12 de dezembro e é a primeira vez que conseguimos, junto ao governo do Estado, uma reforma e ampliação tão grande que vai beneficiar mais de 200 gestantes por mês e possibilitar que essa gestante seja atendida em uma maternidade de alto risco com 10 leitos de UTIN. Hoje, quando necessário, a mãe tem que ir para Colatina, o que é bem distante”, pontuou Dulce, colocando o mês de janeiro para início das obras.

O prefeito de São Mateus, Daniel Santana, também comemorou a reforma da unidade hospitalar. “Essa maternidade é muito importante para a população mateense. A saúde é uma coisa que a população necessita muito e a maternidade é algo que todo mundo preza, pois quem é daqui quer nascer em São Mateus.”

Fabiano Amarili, subsecretário estadual de saúde, destacou a importância da unidade para o atendimento às gestantes. “Esse hospital tem uma história com o município e com a região. Com essa reforma, um serviço de melhor qualidade será oferecido à população de todo o entorno, que não precisará mais se deslocar até a Grande Vitória para receber atendimento.”

Região

A Região Norte de Saúde engloba os municípios de Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Ecoporanga, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus e Vila Pavão.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*