Defesa Civil realiza reunião técnica em Nova Venécia

0
121

A Defesa Civil estadual realizou na tarde da última terça-feira, no Corpo de Bombeiros de Nova Venécia, uma reunião técnica para estreitar as relações com os municípios que compõem as Coordenarias Municipais de Proteção à Defesa Civil para que haja uma etapa de preparação e ações preventivas em relação às possíveis chuvas previstas para o final do ano.

O encontro contou com a presença do tenente da coordenadoria Regional de Proteção e Defesa Civil (Repdec) 2º Batalhão, bombeiro militar Patrick Scopel, que falou sobre a importância da reunião. “Essas ações preventivas devem ser tomadas de maneira um pouco mais rápidas e isso começa com a capacitação do nosso público interno, com uma atualização das questões de legislação e de tudo que está acontece a âmbito estadual, em relação a Proteção e Defesa Civil, bem como, as ações que devem ser iniciadas ou continuadas nos municípios, para que, com isso, tenhamos resultados minimizados, com a menor quantidade possível de prejuízos causados à população”.

O tenente Scopel ainda reforçou que pretender realizar mais encontros, como o de terça-feira. “A nossa regional é composta por 16 municípios e nós estruturamos duas datas na mesma semana para que os municípios, de acordo com suas demandas internas de deslocamento e situações de trabalho, possam comparecer ao encontro. Foi feito esse de Nova Venécia, onde já temos um trabalho muito bem desenvolvido, com uma Defesa Civil atuante, com diversas situações já relatadas, com um histórico muito complicado de inundações. Então, o próximo encontro será em Linhares”.

Para finalizar, o tenente falou sobre o trabalho desenvolvido pela Defesa Civil de Nova Venécia. “É um município que já tem uma continuidade de ações da Defesa Civil e vem num trabalho constante desde as chuvas de 2013, que atingiram 55 dos 78 municípios capixabas. São ações diárias na parte de prevenção e preparação, que é efetivamente, o trabalho antes do desastre, para que ele não ocorra e, se ocorrer, os danos e prejuízos sejam minimizados. Não obstante à questão da atuação dos que compõem a Defesa Civil, órgãos de Prefeitura e o Corpo de Bombeiros, que é parte importantíssima, porque realiza uma das etapas da resposta, que é o socorro. O que nós queremos é justamente isso: capacitar e manter essas ações, para que tenhamos minimizados esses danos que tanto causam impacto na população”.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*