Espírito Santo tem o maior crescimento no volume de vendas do comércio varejista no país

0
49
O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Regis Mattos Teixeira (Foto: Pedro Dutra/Secom-ES)

O Espírito Santo é o Estado que registrou o maior crescimento no volume de vendas no comércio varejista ampliado, no primeiro trimestre deste ano.  O índice foi de 20%. Em seguida, vieram Santa Catarina (16,4%) e Amazonas (15,3%).  A média nacional, no mesmo trimestre, foi de 6,6%.

Os números, revelados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que, isoladamente, também em março, o Estado liderou no volume de vendas, com um índice de 16,3%.

De acordo com o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Regis Mattos Teixeira, trata-se de “mais uma evidência de que, organizado, o Espírito Santo sai na frente com a retomada de crescimento da economia do país”.

Ele ressalta o fato de o Governo manter contas em ordem, pagar em dia servidores e fornecedores, e realizar projetos inovadores nas áreas sociais, como o Escola Viva, o Ocupação Social e a Rede Cuidar, além de realizar o maior investimento em sustentabilidade, com obras de saneamento, construção de barragens e ações de reflorestamento. Dessa forma, diz Regis Mattos, o Estado inspira confiança nos agentes econômicos.

Para o secretário de Estado da Fazenda, Bruno Funchal, o bom desempenho do varejo registrado no Espírito Santo não é uma surpresa. “É o resultado das ações concretas que o Governo tomou ao longo dos últimos três anos, tanto no que diz respeito à parte fiscal, quanto às ações para a melhoria do ambiente de negócios. Já vínhamos acompanhando o bom desempenho do setor que, neste primeiro trimestre registrou uma arrecadação 17,5% acima do mesmo período de 2017”, afirmou ele.

No comparativo interanual, os setores com maior crescimento foram os de supermercados e de veículos. Essas são atividades com maior relevância na composição do varejo ampliado do Estado e que impactaram positivamente o desempenho do comércio.

De acordo com dados do IBGE, em março deste ano, o volume de vendas do comércio varejista nacional variou 0,3% frente a fevereiro, na série com ajuste sazonal, após ter recuado 0,2% em fevereiro.

“Com isso, a média móvel trimestral teve ligeiro aumento de 0,3% frente ao trimestre encerrado em fevereiro. Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista cresceu 6,5% em relação a março de 2017, o maior resultado desde abril de 2014 (6,7%). Com isso, o varejo acumulou altas de 3,8% no ano e de 3,7% nos últimos 12 meses, mantendo a recuperação em curso desde outubro de 2016”.

Segundo a diretora-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, Gabriela Lacerda, esses dados estão sendo analisados em conjunto com outros setores. “Mas já é possível dizer que consolidam as expectativas positivas de recuperação da economia capixaba observadas nos últimos trimestres”, explicou.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*