Ex-chefão da Inter de Milão diz que Mourinho se arrependeu de ida ao Real

0
24

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Em entrevista à revista Guerin Sportivo, o ex-presidente da Inter de Milão, Massimo Moratti, declarou que José Mourinho se arrependeu de deixar o clube italiano pelo Real Madrid, em 2010.
Segundo Moratti, o técnico e o presidente do clube espanhol, Florentino Pérez, não trataram a negociação da melhora maneira. “Um ano antes ele (Mourinho) me avisou que havia interesse do Real e isso se repetiu. As pessoas não podem ser presas, mas, certamente, não foi feita do melhor modo, com o carro de Pérez do lado de fora do Santiago Bernabéu na noite da final (da Liga dos Campeões)”, disse.
O ex-presidente também indicou que o português teria se arrependido antes mesmo de assumir o comando do clube merengue. “O próprio Mourinho se arrependeu de seu gesto antes mesmo de fazê-lo. Algumas horas antes, no meu escritório em Milão, ele me disse que percebeu que estava indo para uma empresa, não para uma família e, que se eu quisesse, ele ficaria na Inter. Eu disse para ele fazer suas escolhas livremente, como sempre disse a todos”, conta.
Na época, em um vídeo que circulou na internet, José Mourinho apareceu chorando abraçado com o zagueiro Marco Matterazzi, ídolo do time de Milão, após definir seu destino rumo a Madri. Para Moratti, as lágrimas e o sentimento do técnico foram sinceros. “É claro que suas lágrimas eram verdadeiras e fico feliz por ele ainda dizer que seu time é a Inter”, finaliza.

Fonte: FolhaPress