Flamengo deve ter o quarto goleiro em decisão na Sul-Americana

0
28

PAULO BATISTELLA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Até o flamenguista mais fanático poderá ter dificuldades para reconhecer o goleiro titular do time nesta quinta-feira (30).
Isso porque o Flamengo poderá ter em sua meta contra o Junior Barraquilla (COL), pelo duelo de volta das semifinais da Sul-Americana, sua quarta opção: César. O arqueiro de 25 anos não atua em partida oficial desde dezembro de 2015 e agora disputa vaga com Alex Muralha para a decisão.
Formado na base rubro-negra, César foi campeão da Copa São Paulo de Juniores em 2011. Estreou pelo profissional do Flamengo em 2013, mas não se firmou entre os titulares. No ano passado, foi emprestado à Ponte Preta, mas não jogou. Ainda vestiu a camisa da Ferroviária-SP nesta temporada, onde também não atuou.
O retorno do goleiro aos holofotes do Flamengo se deve às opções escassas do técnico Reinaldo Rueda.
Diego Alves, contratado do Valencia (ESP) em julho para ser dono da posição, fraturou a clavícula no confronto de ida com o time de Barranquila, na última quinta (23), no Maracanã. Na partida, que terminou em 2 a 1 para o Flamengo, ele foi substituído por Muralha.
O problema é que o reserva direto vem de seguidas atuações ruins. No último domingo (26), Muralha falhou nos gols que deram vitória por 2 a 0 ao Santos —no primeiro deles, o goleiro perdeu a bola ao tentar driblar Ricardo Olivera.
O torcedor flamenguista ainda acusa a inoperância do arqueiro no último grande jogo do Flamengo na temporada. Na final da Copa do Brasil, decidida nos pênaltis com o Cruzeiro, Muralha pulou para o mesmo lado em todas as cobranças e ficou longe de agarrar a bola.
A insatisfação com o jogador ficou ainda mais evidente na última terça-feira (28), quando ele foi xingado por torcedores no embarque do Flamengo rumo a Colômbia, no aeroporto carioca do Galeão.
A equipe ainda conta com Thiago, tido como o terceiro goleiro. Contudo, ele sofreu fratura no punho esquerdo em setembro, se recuperou recentemente e, apesar de relacionado, não é o mais cotado para assumir a posição.
“Se jogar o Muralha ou o César, o apoio será o mesmo. Nós olhamos sempre com os mesmos olhos. É isso que sempre tivemos no Flamengo. No futebol é assim, convivemos com os erros dia a dia, na vida. Os dois têm qualidade para estar no Flamengo”, disse o volante Cuéllar.
Com o impasse no gol, ao menos os titulares de linha estão definidos: Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar e Willian Arão; Mancuello, Diego e Éverton Ribeiro; Felipe Vizeu.
Para avançar à final, o Flamengo poderá contar com um empate ou derrota por um gol de diferença a partir de 3 a 2. Caso o placar da primeira partida se repita, a vaga será definida nos pênaltis.

Estádio: Metropolitano, em Barranquilla (COL)
Horário: 22h30 (de Brasília) desta quinta
Juiz: Roberto Tobar (CHI)

Fonte: FolhaPress