Gleyciaria solicita reforço no policiamento rural durante a colheita do café

0
177

O deputado estadual Freitas (PSB), indicou recentemente na Assembleia Legislativa, que o governo Casagrande reforce a segurança policial nas zonas rurais de todo o Estado, principalmente no período da colheita do café, entre os meses de abril a agosto. Na indicação 212/2019, o deputado solicita que o reforço no patrulhamento policial seja feito nos municípios produtores de café conilon e limítrofes e que a ação é importante devido ao significativo aumento da atividade criminosa nas zonas rurais no período da colheita de café.

Diante da indicação do deputado Freitas, a vereadora Gleyciaria Bergamim (DEM) enviou na manhã desta quarta-feira, 20, uma solicitação ao tenente-coronel do 2º Batalhão da Polícia Militar, Mário Marcelo Dal Col, para que haja um reforço na operação policial durante o período da colheita de café, principalmente no distrito do Patrimônio do XV, com especial atenção ao Patrimônio da Penha e São Luiz Reis, região afetada pela criminalidade, principalmente em períodos sazonais, como a colheita do café conilon.

“Nossa preocupação é levar segurança para os moradores e produtores rurais da região que são pessoas de bem e trabalhadoras. Com o fortalecimento da patrulha rural, as pessoas poderão trabalhar com tranquilidade. A proposta também é que outras áreas rurais do município afetadas pela violência na época da colheita do café também sejam atendidas com o reforço policial”, destacou Gleyciaria.

O café conilon representa grande parte da economia de Nova Venécia. Centenas de famílias dependem da colheita e da produção do grão. O café também é importante para o desenvolvimento do comércio da cidade.

Durante a colheita, muitos migrantes temporários chegam ao município para trabalhar nas lavouras de café. Esses “apanhadores de café” são importantes para a colheita, a maioria se instala nas comunidades rurais com o intuito de trabalhar, mas uma pequena parte se “infiltra” em meio aos trabalhadores para efetuar atividades criminosas. Por isso, uma operação policial mais intensiva durante a colheita, aos moldes da “Operação Verão”, realizada nos balneários capixabas, pode inibir ocorrências criminosas no interior.

A indicação da vereadora Gleyciaria contempla ainda a retomada da “Patrulha Rural”, nos demais períodos do ano, entre às 17h e 22 horas, horários com o maior índice de atividades criminosas, como furtos, roubos e tentativas de homicídio.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*