Goleiro veneciano revela ter estudado cobradores de pênalti do Vasco antes da final da Copa Guri

0
590
» O goleiro e capitão, Eduardo Mengales, exibe, com orgulho, troféus de campeão da Copa Guri e de melhor goleiro da competição

Nova Venécia conquistou no último dia 27, a sexta edição da Copa Guri Nacional, em Mimoso do Sul.
Após empate em 1 a 1 no tempo normal com o Núcleo Oficial do Vasco da Gama, com gol de Ângelo Miguel, a categoria sub-13 veneciana venceu o time da colina por 8 a 7 nos pênaltis, com destaque para o goleiro Eduardo Mengales, que pegou quatro cobranças.
Além do destaque na grande final, Eduardo também foi fundamental nas quartas de final, contra o Ypiranga, de Mimoso do Sul, ao pegar duas cobranças na disputa de pênaltis após empate em 0 a 0 no tempo normal.
Para ser decisivo assim, o jovem goleiro disse que trabalha muito e não é de escolher lado. “Gosto bastante de disputa de pênaltis. Mas, para isso, treino demais e espero até o último momento”, disse.
Para a disputa contra o Núcleo Oficial do Vasco da Gama, Eduardo revelou que estudou as cobranças do time da Colina. “No dia anterior, na semifinal, eles se classificaram nos pênaltis. Assistimos ao jogo e depois analisamos o vídeo. As quatro primeiras cobranças contra nós foram todas do mesmo lado e eu consegui pegar duas”, afirmou.
Segundo ele, a sensação de defender um pênalti é uma das melhores para o goleiro. Além disso, ele revelou o que se passa pela cabeça de um goleiro durante a cobrança. “Penso em muitas coisas, mas quando o cobrador pega na bola, só quero defender o pênalti. Quando consigo, a primeira reação é levantar e comemorar com o time. A emoção é muita grande”, disse.
A conquista da Copa Guri por Nova Venécia foi inédita para o Espírito Santo. Os outros títulos da competição ficaram com Flamengo, Vasco e Goytacazes, todos do Rio de Janeiro.

Treinador de goleiros ressalta trabalho durante o ano

Para tornar Eduardo um especialista em cobranças de pênaltis, o treinador de goleiros das categorias de base de Nova Venécia, Wanderson Cardoso, ressaltou que durante todo ano é realizado um trabalho específico com os goleiros.
“Claro que tem a competência do goleiro e o estudo que fazemos dos cobradores antes dos jogos, mas durante toda a temporada, trabalhamos cobranças de pênaltis após os treinamentos pelo menos uma vez por semana. Geralmente, esses treinos são realizados às quartas-feiras”, disse.
Dudu teve seu trabalho exaltado por Eduardo. “É um dos melhores treinadores de goleiros do Estado”, afirmou.

» Eduardo e Dudu comemoraram a conquista da Copa Guri e o título de melhor goleiro do jovem

Pai orgulhoso com a conquista do filho

Quem não esconde a felicidade com a conquista de Eduardo é seu pai, Roberto.
Muito feliz com o desempenho do filho, ele ressaltou tudo que foi feito para chegar até este momento. “É uma conquista muito importante, fruto de muito trabalho”.
Segundo Roberto, Eduardo sempre quis ser goleiro. “Coloquei ele na escolinha logo aos cinco anos, no Ginásio de Esportes. Quando ele entrou em quadra, logo já gritou que queria ser goleiro”.
Além disso, o pai ressaltou o monitoramento que o filho está realizando com o Cruzeiro até o mês de dezembro. “Será uma experiência ele levará para a vida toda”.

» Roberto não esconde a felicidade com a conquista do filho

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

*