Hartung acompanha carregamento de farelo de soja no Porto de Tubarão

0
89

O farelo de soja armazenado em silos, no Porto de Tubarão, começou a ser transportado na tarde desta quarta-feira (30), para alimentar aves e suínos do Espírito Santo. Ao todo, são 3 mil toneladas. O governador Paulo Hartung acompanhou o embarque dos primeiros caminhões, cada um com capacidade para transportar de 20 a 30 toneladas.

Também estavam presentes o secretário de Estado da Agricultura, Ideraldo Lima; o secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo; e o procurador-geral do Estado, Alexandre Nogueira Alves.

A medida é o primeiro passo após a publicação do decreto assinado na tarde dessa terça-feira (30) pelo governador que prevê a requisição administrativa de insumos de propriedade particular para a alimentação de aves e suínos do Espírito Santo. A primeira carga foi negociada entre a Associação dos Avicultores e Suinocultores.

Ao todo serão 120 carretas para fazer o transporte da carga total, sendo 40 por dia. A operação será realizada 24 horas por dia e a previsão é de que leve três dias para ser finalizada. Segundo o diretor executivo da Associação dos Avicultores e Suinocultores, Nélio Hand, 69 produtores receberão o farelo de soja, neste primeiro momento. O Estado tem 30 milhões de aves e 150 mil suínos.

“Foram adquiridas 3 mil toneladas, resultado da requisição do Governo, que serão destinadas para a avicultura e a suinocultura. O farelo de soja é essencial para garantir a sobrevivência dos animais. Na segunda-feira deve chegar a composição do complexo férreo para normalização das atividades”, disse Nélio Hand.

O secretário de Estado da Agricultura, Ideraldo Lima, destacou que a operação é fundamental para que a produção animal não seja prejudicada. “Estivemos aqui para conhecer a logística da operação que vai garantir que o farelo de soja chegue às propriedades rurais. Agradecemos à Vale por colaborar com toda essa operação. Já havíamos conseguido liberar seis mil toneladas de milho que estão em armazéns da Conab”, disse Ideraldo.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*