Indicações de Juarez são atendidas pelo Poder Executivo

0
93

O vereador Juarez Oliosi (PSB) anunciou duas boas notícias para os moradores do interior durante a sessão da Câmara desta semana. A ordem de serviço para início dos trabalhos de reabertura da estrada da ponte da Turbina, que liga Cristalina a São Gonçalo, começará já no início de março. A obra, esperada há 16 anos pelas duas comunidades, serve de atalho entre Cristalina e São Gonçalo. Atualmente, as opções para se chegar a São Gonçalo é passar por Cedrolândia, um percurso de 36 quilômetros, ou por Vila Pavão, um trecho ainda maior, de 50 quilômetros.

“Além de facilitar o acesso a essas regiões, o local, que fica na Fazenda Scardini, era uma antiga área turística. Com a reabertura da estrada e revitalização da ponte da Turbina, a ideia também é incrementar o turismo na região”, disse o vereador.

Outra informação relevante para a população do interior é a aquisição de forma de viga pré-moldada para a construção de pontes de concreto em áreas rurais do município. Em reunião com o vereador, o prefeito Mário Sérgio Lubiana (PSB), anunciou que vai solicitar a forma de viga utilizada pela Prefeitura de São Gabriel da Palha para fazer um modelo semelhante que será usado para as obras do município de Nova Venécia.

Essa é outra solicitação antiga do vereador Juarez Oliosi. Desde 2005, o parlamentar luta para que a prefeitura tenha sua fabricação própria de pontes de concreto, substituindo as de madeira, que são mais frágeis e ambientalmente insustentáveis.

De acordo com Juarez Oliosi, as pontes de madeiras, possuem menor durabilidade e estão cada vez mais raras, por conta da proteção das reservas florestais. Além de ecologicamente correto, a construção de pontes de concreto tem um tempo de vida útil muito maior. Enquanto uma ponte de madeira dura no máximo 15 anos, estima-se que a de concreto pode chegar a mais de 40 anos.

“Com as pontes de concreto, a população terá mais segurança para atravessar e o escoamento da produção agrícola, realizada principalmente por caminhões ficará mais fácil e seguro. Não é raro encontrar casos de pontes que se quebram com a passagem de veículos pesados”, afirma o vereador.

A construção de pontes de concreto vai facilitar o tráfego de veículos, o escoamento da produção agrícola, que poderá ser feito com maior segurança e rapidez, e o acesso às comunidades rurais do município.

A sugestão do vereador é que a forma de viga pré-moldada tenha no máximo dez metros de comprimento, tamanho médio que atenderia a maioria das pontes dos córregos que cortam o interior.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*