Mãe de jovem assassinado em Nova Venécia clama pela volta da PM

1
22655
Carro da funerária com o corpo de Jean Gleidson, no momento em que sua mãe manifestava em frente ao portão do 2º BPM

Acompanhada de familiares e amigos, a mãe do jovem, Jean Gleidson Palácio de Almeida, de 19 anos, morto a tiros ontem à noite no bairro Santa Luzia, em Nova Venécia, liderou um movimento em frente ao portão de entrada do 2º Batalhão de Nova Venécia, na tarde deste sábado.

Questionando a paralisação da Polícia Militar, a mãe do rapaz levou o caixão com o corpo do seu filho em frente ao 2º BPM e suplicou às mulheres que lideram o movimento de paralisação da PM que deixem os policiais voltarem às atividades.

“Meu filho era uma pessoa do bem. Não tinha envolvimento com nada errado e morreu de forma inocente, vítima de tudo que está acontecendo. Não vim aqui questionar o manifesto de vocês, mas não permitam que outros inocentes, como meu filho, morram em Nova Venécia e no Estado” desabafou a mãe.

Após o manifesto, a mãe, familiares e amigos, deixaram o local e seguiram para o cemitério para o sepultamento de Jean.

Compartilhar

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

*