Presidente do Instituto Liberal do Espírito Santo ministra palestra em Nova Venécia

0
117

O grupo Direita Nova Venécia e o Instituto Liberal do Espírito Santo (Iles), promoverão uma palestra na Câmara Municipal de Nova Venécia na próxima quarta-feira, dia 12, a partir das 19h.

A palestra será ministrada pelo presidente do Iles, Lucas Polese e vai tratar sobre “O tamanho do Estado”. “O objetivo é trabalhar o tamanho da máquina pública brasileira, que está inchada, os problemas que isso acarreta, seja em gastos públicos, falta de estrutura ou falta de serviços básicos para a população e como podemos apresentar soluções para isso, através de reformas, políticas públicas que reduzam o Estado e o faça caber no bolso dos brasileiros e melhorar a qualidade de vida de todos, seguindo exemplos de grandes países desenvolvidos que deram certo”, disse Lucas.

O Instituto Liberal do Espírito Santo foi fundado há quase dois anos em um contexto de vários grupos que estavam surgindo com a ideia de renovação política. “Aqui no Espírito Santo, não tinha nenhum grupo nesse sentindo, então, aproveitamos essa lacuna para criar o Iles, que é um grupo que luta por transparência na política e fiscalizando estações, prefeituras, câmaras, conseguimos quebrar contratos de coffee break, fiscalizar projetos de vereadores que seriam inúteis e só iria trazer gasto público desnecessário, conseguimos barrar um projeto da Câmara de Colatina, onde seria disponibilizada uma cota de 200 litros de gasolina para cada vereador. Estamos fazendo sempre esse trabalho, pressionando as câmaras, entrando em contato direto com o vereador, expondo projetos bem pesados na mídia que fazem com que os parlamentares até desistam, enfim. Estamos fazendo essa ponte entre o cidadão e a política, lutando pela causa que defendemos”, falou Lucas.

Segundo ele, também existe a parte ideológica. “Temos toda essa defesa da redução do Estado, da redução dos gastos públicos, da redução de impostos, da diminuição da democracia. Toda essa pauta de liberalismo, iremos estar defendendo, também, além de projetos que desburocratizam a máquina, cortam gastos e reduzem os números de assessores. Também apoiamos grupos de formação, como o de Domingos Martins, que faz uma formação liberal, com ciclo de estudos e nós o apoiamos na formação de jovens liberais. Apoiamos, também, grupos de fiscalização do Legislativo, como o GIM, de Nova Venécia”, disse.

Já o grupo Direita Nova Venécia foi fundado no último mês por Caio Clippe Alves e Michel Valentim. “Estávamos indignados com os escândalos de corrupção política. O grupo surgiu e começou a se estruturar a partir de manifestações e carreatas em prol de Bolsonaro no município de Nova Venécia, onde conseguimos reunir uma grande multidão de pessoas que defender as ideias da direita”, disseram.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*