Sábado tem campanha de cadastro de Medula Óssea em Vila Pavão

0
77

A Câmara dos Dirigentes Lojistas de Vila Pavão, em parceria com a ONG Voluntários do Bem e o Hemoes de São Mateus, realiza no próximo sábado, em frente à Rodoviária do município, uma campanha de cadastro de doadores de medula óssea. A ação acontecerá de 8h ao meio-dia.

Para participar da campanha, o doador deve estar munido de documento oficial com foto e ter idade entre 18 e 54 anos.

O presidente da ONG, Silmar Barbosa Neres falou sobre a importância de fazer parte do banco de cadastros de medula óssea. “A importância é poder estar incrementando ainda mais o número de doadores voluntários, uma vez que as chances de compatibilidade são mínimas, chegando a ser de um para 100 mil doadores”.

O presidente da CDL, Luciano Rodolpho Joann, disse que, a princípio, a proposta seria trazer a campanha de doação de sangue, juntamente com o cadastro de medula óssea, porém, devido ao surto de malária, os moradores de Vila Pavão estão restringidos de doar sangue. “Resolvemos fazer a campanha de cadastro da mesma forma, visto a importância da ação. O transplante de medula é um tratamento que pode beneficiar diversas doenças em diferentes estágios, como leucemias, linfomas, anemias graves, entre outras. Além do compromisso com o desenvolvimento de Vila Pavão, temos diversos outros compromissos com a sociedade e um deles, são ações, também, na área da saúde”, ressaltou.

Os resultados dos exames das pessoas que se cadastrarem na campanha, serão armazenados em um banco de dados internacional. Quando acontece de aparecer um paciente dependendo de doador, são cruzados os dados do receptor com o possível doador. Uma vez confirmado, o Redome faz contato com o Hemocentro regional, que fará contato com o possível doador. Caso se confirme, será segunda, e conseguintemente, a terceira etapa de exames. Dando tudo certo, é feito a coleta da medula com agulhas, através de pulsão no osso da bacia ou por aférese, que é a coleta através de filtragem do sangue. Todo procedimento de exames é feito em Vitória, porém, o transplante, só em outros estados com hospitais capacitados.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*