Secretário de Estado da Saúde sinaliza com investimentos para Nova Venécia

0
377

Cumprindo mais uma importante agenda em Vitória, nesta sexta-feira (31), o prefeito de Nova Venécia, Lubiana Barrigueira, junto com o secretário municipal de Saúde, André Fagundes, e o diretor do Hospital São Marcos (HSM), Alessandro Aguilera, esteve com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, e o subsecretário, Gleikson Barbosa dos Santos, para tratar uma série de ações para Nova Venécia. A reunião aconteceu no gabinete do secretário de estado.

Durante o encontro, os gestores colocaram em discussão três assuntos relevantes: a inserção do projeto de instalações de leitos de UTIs em Nova Venécia no orçamento do governo estadual; a viabilidade de recursos financeiros/repasse para iniciar o funcionamento da UPA 24 horas, que já está com toda estrutura pronta no município; e o convênio do repasse mensal ao hospital São Marcos, que sofreu um corte de R$ 50 mil pela gestão estadual anterior.

O secretário Nésio Fernandes entendeu que as demandas colocadas são necessárias e disse que vai avançar com as propostas, já que as ações vão refletir diretamente na qualidade dos atendimentos em saúde não apenas em Nova Venécia, mas na região.

O prefeito Barrigueira saiu da reunião satisfeito. “Tivemos uma ótima conversa e o secretário se mostrou bastante empenhado em nossas causas. Precisamos que essas questões sejam feitas para avançarmos ainda mais na saúde em nosso município. Para isso dependemos dessas parcerias junto ao Governo do Estado”, afirmou o prefeito.

O secretário municipal de Saúde, André Fagundes, afirmou que todas as questões colocadas são pertinentes e necessárias. “São iniciativas que vão diminuir, e muito, o transtorno para nossas famílias e pacientes. Precisamos realmente que essas ações aconteçam. Estamos falando em leitos de UTI, abertura da nossa Unidade de Pronto Atendimento e recursos para custear a alta despesa do hospital São Marcos que está com suas finanças sobrecarregadas. Estamos viabilizando também o aumento no repasse feito pelo município de R$ 15 mil por mês para contribuir com o plantão do nosso hospital”, disse o secretário.

Com o corte de repasse feito pela gestão anterior do governo estadual, o hospital São Marcos deixou de arrecadar R$ 2,4 milhões em quatro anos. Agora, com o atual governo, a perspectiva é de que o convênio seja retomado como era antes, também na gestão de Casagrande. “Hoje o município de Nova Venécia deu mais um grande passo para retomarmos o repasse que tínhamos antes ao HSM. É muito importante essa união conosco para mostrarmos força e reivindicarmos melhores condições. Acredito que, com nossa representatividade junto ao Governo do Estado, vamos alcançar os nossos objetivos. Esse recurso é essencial para conseguirmos manter e melhorar os atendimentos às famílias”, finalizou o diretor do HSM, Alessandro Aguilera.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*