Três pessoas são assaltadas em Nova Venécia

0
1593
imagem ilustrativa

Três pessoas foram assaltadas na última sexta-feira, dia 06, em Nova Venécia. O primeiro crime foi registrado por volta das 04h30, no bairro Margareth.

A vítima, uma mulher de 24 anos, relatou que estava se deslocando do bairro Rúbia para o centro da cidade, quando uma motocicleta com dois indivíduos a abordou e o carona, de posse de uma arma de fogo, pediu que ela o entregasse o aparelho celular.

Os bandidos levaram da vítima um iphone 4S e R$ 420,00 que estava em sua bolsa. Após o crime, eles fugiram em direção à Igreja Católica Nossa Senhora Aparecida.

A vítima não soube precisar mais informações da motocicleta e nem as características e trajes dos dois indivíduos que efetuaram o roubo.

Bairro São Francisco

O segundo roubo foi registrado por volta das 21h, no bairro São Francisco. A vítima, um homem, relatou que havia sido assaltado por dois criminosos em uma motocicleta, próximo a Faculdade Multivix.

Ele disse ainda que os indivíduos estavam em uma moto escura e que um deles sacou uma arma e exigiu que entregasse o seu celular, um Motorola Moto G3.

A vitima não soube precisar o modelo e nem a placa da motocicleta, e também não observou as características dos indivíduos, que fugiram após o crime.

Bairro Iolanda

Já no bairro Iolanda, um homem de 42 anos foi assaltado por volta das 20h30.

A vítima relatou que quando chegava em sua residência, no momento em que abria o portão da garagem, dois indivíduos se aproximaram em uma motocicleta Honda CG 150 Titan, de cor azul, momento em que o carona desceu, um indivíduo moreno, estatura média, trajando moletom preto, com arma em punho, aparentando ser um revólver, e anunciou o roubo.

O homem disse ainda que o bandido o obrigou a entregar o seu telefone celular, um Motorola Moto G4 Plus, de cor preta.

A vítima informou que os indivíduos fugiram do local, após o crime.

A Polícia realizou buscas por diversos bairros da cidade, mas nenhum dos indivíduos foi encontrado. Os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*