Vaca dá à luz a bezerras gêmeas no KM 47

0
1536
As gêmeas Maiara e Maraísa nasceram na madrugada desta quinta-feira, 26

Um fato não muito comum aconteceu na madrugada desta quinta-feira, 28, no Sítio Familiar Conquista, localizado no Córrego do Boqueirão, no KM 47, no interior de São Mateus.

De acordo com a produtora rural, Roseane Pazito, de 35 anos, uma vaca deu cria à duas bezerras gêmeas na fazenda de seus pais, Aginaldo Pazito, mais conhecido como “Naco”, e Rosa Coswosk, ambos de 65 anos.

Segundo Roseane, seu pai acordou por volta de 5h, como faz diariamente, para ordenha, e ao chegar no curral, se deparou com as gêmeas. “Foi surpreendente. Tomamos um susto. Esperávamos somente uma bezerra, até porque nunca presenciamos um fato desse”, disse ela, que afirmou que, também nessa madrugada, outra vaca também criou. “Tiramos a sorte grande”.

Em tom de brincadeira, Roseane disse que até nome as bezerras já têm. “Se chamam Maiara e Maraísa”, disse. O nome é associado às gêmeas mais famosas do sertanejo na atualidade.

Seu Aginaldo tem 65 anos, é aposentado e sempre foi produtor rural. Segundo sua filha, criar gado e cavalos é sua paixão. “Ele ainda mantém a tradição de tocar o gado a cavalo. É se hobby do dia a dia”, disse.

De acordo com um estudo divulgado em 2014, pelo consultor Raul Mascarenhas, que é médico veterinário da Embrapa Pecuária Sudeste, uma vaca que teve um parto gemelar – gravidez de gêmeos – não necessariamente terá novas reproduções múltiplas. “Não é comum o nascimento de mais de um filhote em um mesmo parto em bovinos, com uma pequena incidência entre 0,3% e 0,9% ao ano em um rebanho. Sua ocorrência depende da fisiologia da fêmea, na qual um embrião pode se dividir originando gêmeos idênticos ou pode haver uma ovulação múltipla, forma mais comum com representatividade de cerca de 95% dos casos registrados”, afirma.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*