Veneciano leva a causa do autismo para o Fla x Flu

0
3597
» Com o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira, o veneciano Leonardo Souto e o pai Carlos Alexandre Jeronimo, no Estádio Kleber Andrade

O Fla x Flu do último domingo, teve repercussão diferente, além do placar final. Para marcar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, o veneciano Leonardo Souto, 8 anos, foi um dos convidados a representar os portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA), no Estádio Kleber Andrade.
Com a camisa da Associação de Mães Especiais (Ame), de Nova Venécia, o garoto tirou foto com o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira, em uma área privativa do Estádio.
Acompanhado dos pais, Carlos Alexandre Jeronimo e Jackeliny Souto, Leonardo ganhou destaque, principalmente nas redes sociais.
“Acho que valeu muito a pena, as pessoas torceram muito por ele, falou -se de autismo, as pessoas vão vendo as dificuldades próprias do transtorno e vão se sensibilidade à causa. Conhecimento que gera respeito”, disse a mãe de Leonardo, Jackeliny.
O veneciano, junto com outros autistas, iriam entrar em campo com os jogadores, nos momentos que antecedem o jogo, mas não deu certo.
“O que aconteceu foi distorção de informação. Eles iriam entrar no vestiário e por causa da chuva, e troca de portões, o grupo da AME perdeu a subida do ônibus à rampa de acesso. Ficamos então, no início do jogo com o presidente do Flamengo”, diz Jackeliny.
De acordo com a mãe de Leonardo, mesmo não dando certo o que estava previsto, o momento foi excelente, e cumpriu com o objetivo.
“Fiquei muito feliz com cada mensagem. A foto foi compartilhada de norte a sul do País. As redes sociais produziram um efeito bom.  Tem gente sabendo sobre autismo, esse é o objetivo”, destacou Jackeliny

» A foto foi postada no Instagram do Flamengo, após o jogo
» A foto foi postada no Instagram do Flamengo, após o jogo

Deixe uma resposta

*