Vereadores indicam homenageados para a entrega da Medalha de Honra ao Mérito

0
756

A Câmara Municipal de Nova Venécia entrega na quinta-feira, 04 de maio, às 19 horas, a Medalha de Honra ao Mérito Expedicionário Bianor Gomes da Silva. A solenidade será no auditório Vereador Antenor Nardotto. As indicações dos homenageados já foram concluídas pelos vereadores.
Durante a cerimônia de entrega das medalhas, serão homenageados militares estaduais e policiais civis por valiosos serviços ou ações meritórias prestadas à sociedade veneciana.
Os indicados à Medalha de Honra ao Mérito Expedicionário Bianor Gomes da Silva devem satisfazer às seguintes exigências: ter anotações de ações meritórias ou por bons serviços prestados ao município de Nova Venécia e não estar cumprindo pena privativa de liberdade. Além da medalha, será entregue um diploma a todos os homenageados.
De acordo com o Decreto Legislativo nº 594, de 03 de novembro de 2015, a Medalha de Honra ao Mérito Expedicionário Bianor Gomes da Silva será entregue anualmente na data de 04 de maio, data de nascimento do expedicionário Bianor Gomes da Silva.

Bianor Gomes da Silva
Expedicionário da Forças Expedicionárias do Brasil (FEB) durante a 2ª Guerra Mundial, nasceu no interior da cidade de Nova Venécia em 04 de maio de 1920. Bianor Gomes da Silva, quando tinha apenas sete anos, foi acolhido pelo Senhor Francisco Contarato e a Senhora Marcelina Cappelletto Contarato, após o falecimento trágico de seus pais. Cresceu ainda no interior, nas proximidades do PepiNuck, trabalhando com extração de madeiras para os fazendeiros da época. No final do ano de 1944, embarcou para a Itália numa viagem que durou 15 dias e 14 noites. Bianor lutou na Guerra na linha de frente do Rio de Janeiro e do Mato Grosso. O Senhor Bianor lembrava-se das bombas que eram lançadas, da destruição provocada pela guerra e da morte de companheiros, o que o marcou bastante. “É uma coisa que mexe com a cabeça da gente estar numa guerra, ver companheiros morrendo e não ter como saber a que horas vamos voltar para ou se ao menos vamos voltar” (palavras de Bianor Gomes da Silva – Publicado em dezembro de 200 pelo Jornal A Notícia – 9 de setembro de 2000). Ao fim da Guerra, no ano 1945, Bianor retornou para o Espírito Santo, para a cidade de Cachoeiro de Itapemirim, a fim de trabalhar na linha ferroviária que ligava a cidade ao Estado de Minas Gerais. Retornou para Nova Venécia – ES, voltando a trabalhar na lavoura. Casou-se com a Senhora ZitaContarato, filha do Senhor Francisco Contarato e da Senhora Marcelina Cappelletto Contarato no dia 24 de dezembro de 1951. Vítima de um câncer, o Senhor Bianor faleceu no dia 8 de março de 2002, logo após ser submetido a uma cirurgia.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*